Palácio Itamaraty (Brasília, Brasil). Foto: Rosalba Matta-Machado / Shutterstock.com

O ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, apresentou seu pedido de demissão ao presidente Jair Bolsonaro após se reunir com toda a cúpula dirigente do Itamaraty para comunicar sua decisão.

Araújo estava sob ataque cerrado de parlamentares por supostas falhas na condução da política externa, que teriam afetado a aquisição de vacinas contra a Covid-19.


Além de entregar a carta de demissão a Bolsonaro, Ernesto Araújo também comunicou sua saída ao deputado Eduardo Bolsonaro, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara.

Como antecipou a coluna do jornalista Cláudio Humberto, o ministro somente deixou o cargo por decidir fazê-lo e não por decisão do presidente da República, que o vinha prestigiando, nos últimos dias.

diariodopoder.com.br






Poste seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade