Portais como jtnews.com.br informou na última semana, mas precisamente dia 19 de maio, que a prefeitura que é comandada por José Olavo Marinho de Loiola Júnior (MDB), publicou no Diário Oficial o extrato de contrato para compra de merenda escolar e alimentação para a prefeitura e suas secretarias de R$ 1.446.509,20 reais, ou seja, quase 1 milhão e meio de reais, originados de recursos públicos, o contrato foi assinado no dia 6 de abril de 2021. (confira)

Outros portais que noticiaram foram:

GP1 (confira)

Campomaioremfoco (confira)


Os portais chamam atenção para a compra ser feita em uma mercearia da cidade de Juazeiro do Piauí que realizará vendas ao município de dezenas de gêneros alimentícios, frutas e verduras, carnes, frango, peixes e derivados além de pães e bolos, através de um contrato milionário!

Em resposta do gestor aos portais, o mesmo cita a licitude do processo de aquisição de alimentos e justifica que a contratação ocorreu dentro da normalidade que a lei requer e relata aumento muito grande nos preços dos produtos alimentícios para justificar a licitação milionária, justifica também que a empresa vencedora foi contratada pelo gestor anterior que é seu adversário político, para justificar o seu desinteresse no resultado do certame!

FATOS APURADOS

Com relação a afirmação do gestor que o seu adversário contratava com a mercearia P. A. S. DE SOUSA MERCEARIA – ME, de fato ele tem razão, mas não esclarece que esta empresa foi contratada pelo antecessor pelo valor estimado de R$ 177.440,00 para MERENDA ESCOLAR e outros R$ 50.394,00 Para alimentação da prefeitura e suas secretarias num total de R$ 228.000,00, e hoje a empresa assina sozinha um contrato de quase 1,5 milhões de reais. Os contratos licitados de merenda e alimentação em 2020 foram assinados como segue: 

02 empresas locais, 

02 do Ceará, 

01 de Assunção do Piauí 

e a empresa P. A. S. DE SOUSA MERCEARIA – ME de Juazeiro do Piauí, como já mencionado a única vencedora da licitação para 2021.

Com relação a justificativa de aumento de preços dos produtos, pesquisamos os atos publicados das licitações do município na gestão anterior (2020), observamos que para MERENDA ESCOLAR foi contratada pela quantia de R$ 514.351,00, comparado com a gestão atual R$ 846.906,20, corresponde a uma diferença R$ 332.555,00, o que representa 64,7% de aumento aproximadamente.

As despesas com alimentação da prefeitura e suas secretarias em 2020 foram de R$ 305.958,00 nesse novo contrato da nova gestão foram de R$ 599.600,00, o que corresponde a uma diferença de R$ 293.600,00, o que representa 96% de aumento aproximadamente.

Em resumo: Os gastos contratados com alimentação para o ano de 2021 poderão chegar até 76% de aumento comparados aos da gestão Valmi Soares (PSD) no ano anterior.

Com relação ao aumento de preços dos produtos vale lembrar que a inflação fechou 2020 com alta de 4,52%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e para este ano (2021) a meta de inflação definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75%.

É justificável para a população buritiense pagar 76% a mais com merenda escolar e alimentação administrativa este ano, uma vez que não se sabe de aumento expressivo no número de funcionários e sabendo que a matricula de novos alunos na rede municipal diminuiu?

Outro fato que precisa ser investigado é capacidade logística e de transportes da mercearia contratada, já que fica localizada na cidade de Juazeiro que dista 80km de Buriti dos Montes. A referida empresa tem que fazer o atendimento fracionado dos alimentos licitados, uma vez que muitos produtos necessitam de entrega quase diária, haja vista a perecibilidade de vários itens.

Outra questão é se o formato licitatório tem favorecido empresas locais, haja vista que para o ano corrente nenhuma empresa local fornecerá para o município de Buriti dos Montes!

Diante dos números e questionamentos colocados, nosso leitor pode tirar suas próprias conclusões!

burititv.com


Poste seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade